Assertif levanta R$ 60 milhões em créditos previdenciários para setor financeiro


O setor financeiro vive um momento crucial no mercado brasileiro. Principalmente, em razão de dois significativos sistemas em implantação no País. O primeiro é o PIX, sistema de  pagamentos instantâneos que permitirá a realização de transações em até 10 segundos. O segundo é o Open Banking, esse ainda em fase mais inicial. Porém, abrirá um leque de oportunidades de negócio ao integrar tecnologias que permitem diferentes instituições financeiras acessarem dados de um cliente.

Por conta do isolamento social em razão da pandemia de Covid-19, o uso de plataformas digitais também cresceu nos cinco principais bancos do País chegando a 76% no Banco do Brasil, segundo levantamento revelado ao jornal Estado de São Paulo. Na Sinqia, fornecedora de tecnologia financeira para oito dos 10 principais bancos do país, a venda de software no último trimestre cresceu 30%.

O setor financeiro é responsável até agora pela concessão de R$ 1,1 trilhão em empréstimos no País, sendo o principal agente da retomada econômica no Brasil. Por si só,  isso explica a necessidade dos bancos e instituições financeiras conseguirem obter o máximo de recursos para rechear seus caixas.

A Assertif já levantou R$ 60 milhões em créditos previdenciários para o setor financeiro do Brasil. Esses recursos são os valores pagos a mais em contribuições sobre remunerações que não configuram salário, tais como 1/3 de férias e licença-maternidade. “Nós fazemos um levantamento gratuito sobre a situação da instituição e, geralmente, conseguimos identificar verbas a serem recuperadas”, explica José Guilherme Sabino, sócio-fundador da Assertif.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *