Brasil, recordista mundial na tributação de empresas


O Brasil vai entrar 2019 no topo da lista dos países com a maior alíquota de imposto sobre o lucro das empresas em todo o mundo. A França, que hoje lidera o ranking, promoverá um corte já anunciado pelo presidente Emmanuel Macron, que prevê queda dos atuais 34,4% para 25% até 2022. A alíquota que incide sobre o lucro das empresas no Brasil (cobradas pelo Imposto de Renda e Contribuição Social sobre o Lucro Líquido) é de 34%.

O levantamento foi feito pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), grupo de países com economias mais desenvolvidas do mundo e que tem as alíquotas mais elevadas globalmente. O Brasil não faz parte da organização, mas pleiteia uma vaga.

O estudo da OCDE demonstra como é vital para as empresas brasileiras, bem como as organizações internacionais que atuam no mercado local, concentrarem ações na Revisão Fiscal e na Recuperação de Tributos.

Basta lembrar que as margens de lucros de muitos setores, como o de indústria e comércio, são bem mais modestas do que a participação dos impostos sobre as receitas.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *